Enquanto isso, lá no trabalho…

Já tem um ano e meio que estou nesse trabalho atual.
Nunca mais toquei no assunto, mas eu estou adorando.
Embora seja na minha área (logística) não tem a menor comparação com o estresse que era no BR. Telefone toca poucas vezes no dia e eu acho isso “um must“, rsrs
Meu chefe é de longe o melhor que já tive (embora a imensa maioria dos anteriores eu não possa reclamar), eu comento que ele parece meu avô de tão bem que me trata – aliás, trata assim todo mundo lá – ainda assim sabendo guardar o profissionalismo.
Mexe e vira concede folgas remuneradas, está sempre apto a ajudar e explicar, sempre cooperando para nossa melhoria e integração dentro da empresa. Demonstra confiança no meu trabalho, não fica toda hora indo xeretar o que tô fazendo, se já tá ficando pronto, etc…Sem falar que só esse ano já particpei de uns 3 cursos externos de aprimoramento na minha área, bancados pela empresa.
A galera é ótima, super animada, o povo adora conversar, mas ao mesmo tempo não tem aquela “obrigação” de ser (bancar) amigo sem ser que é tão comum no Brasil. Eu adoro isso. Porque se chego um dia e não tô a fim de conversinhas, eu chego, cumprimento cordialmente, vou para minha sala, trabalho (que é o que tenho que fazer lá!), quando preciso interagir com outras pessoas faço com cordialidade mas sem falsidade ou melosidade, as pessoas respondem e pronto. Ninguém fica ofendidinho porque eu não tô lá na recepção ou no refeitório conversdando sobre o que jantei ontem. Ninguém fica “nossa, que será que ela tem que tá calada hoje?”. Em compensação, o dia que tô a fim, sempre vou encontrar pessoas dispostas a falar sobre qualquer coisa. E vice-versa. Se falo bonjour e a pessoa está mais “seca”, não me sinto na obrigação de ficar pentelhando a pessoa e esmiuçando a vida dela.
Muitas pessoas se queixam que os quebecoises são fechados, mas eu acho que eles aprenderam a se meter na vida dos outros apenas em momentos oportunos, necessários e principalmente, se a pessoa que precisa de ajuda der abertura para isso.  Não tem falsos tapinhas nas costas. Nem Happy-hour para entrosamento do grupo. Não tem “forçação-de-barra” para manter rede de contatos (argh!).  Adoro que aqui seja assim, me sinto livre para ser o que sou e mostrar lá apenas o que interessa realmente para a empresa: minha competência profissional. Tudo que vier além disso, virá aos poucos e será lucro e será sólido.  
Muita gente trabalha lá há muitos anos. Muuuuuitos. Há um senhor que trabalha lá há 50 anos. Cin-quen-ta!
Ele tem 80 anos de idade, mas faz musculação pesada, joga tênis, golfe, faz”jogging”…(aff, já cansei só de pensar!) e olhando para ele a gente dá no máximo 50! Um fofo, trabalha 3 vezes por semana “apenas” – lembre-se, ele tem 80 anos! – e todos os dias quando chega passa em todas as salas para dizer bonjour para cada um.
Em termos de “tempão de casa” não é o único. A maioria está lá entre 20 a 30 anos. Eu já tinha observado antes que as pessoas aqui ficam bastante tempo em uma única empresa. As empresas quebecoises, no geral, valorizam (inclusive valori$am) a experiência e o tempo de casa.

Uma outra coisa que passei a ter nessa empresa e que nunca tive antes, foi uma sala só minha. Até então, nunca havia achado ruim ou mesmo notado a diferença, mas agora não quero outra vida! rsrs
Uma sala pequena, mas com bastante privacidade. Nao que eu tenha que fazer qualquer coisa escondida, mas é um saco estar desenvolvendo uma tarefa e ficarem 500 olhos tipo “alma-penada“, ali atrás olhando por cima do ombro, xeretando em que parte da tarefa eu estou (é igual estar lendo uma coisa no metrô e a pessoa do lado ficar de rabo-de-olho curiosando, gente, eu sei que não tem nada de mais, mas me incomooooooda pacas!).
Detesto trabalhar com aqueles biombos conjugados (que em português deram o nome de báia, mas na minha cabeça báia é para cavalos!). O único incoveniente da saleta: uma janelica de nada, lá no alto, que faz a pessoa esquecer qual a cor do céu.
Mas eis que recentemente o super-chefe me comunicou que estava fazendo uns remanejamentos e que uma sala com janeloooona, voltada para o oeste ia ficar disponível, que se eu quisesse poderia passar a utilizá-la.
Tratava-se exatamente da sala que eu ficava babando na vista que ela tem dos pôres-de-Sol (quem lê o blog já deve ter percebido que sou chegada num pôr-de-Sol, rsrs).
Imagina o meu pensamento interno: “só se for agora! Hääääääääägen!”
Mas eu disse controladamente (ou não!), tentando disfarçar a saltitância: “Oui, j’aimerais bien”!
E foi assim que sexta retrasada, em pleno 1° de abril eu fiz meu déménagement de salas.
Cansei pacas, mas amei mais pacas ainda!!
Como estamos em horário de verão e os dias estão mais compridinhos (uebaaa) tenho saído com o Sol ainda alto (eubaaa²), amostrinhas da vista só à partir de outubro, rsrs

bjocas
Lapin-Mère
09/04/2011

12 comentários sobre “Enquanto isso, lá no trabalho…

  1. Que coisa boa essa sal hein? Mas vc merece né querida..quem pode,pode!!!
    Agora vc disse um ano e meio? meu Deus o tempo tá voando!! Vou ter que comecar a pensar num lifting em breve,hehehe..tô ficando véia!!

    Parabens Erika,que vc possa tirar muitas fotos de muitos dias ensolarados de sua nova janelona!!

    Bjsss

  2. Erikaaaa!!! Adooooro ler seus relatos!
    Vc sabe que é “tudoqueumimigrantequernavida” certo?!?
    Poxa, vc descreveu tão bem todo o “sistema” de trabalho aqui! Péssimo, eu detesto! Para muitos eu sou esnobe e arrogante pq não gosto de falar da minha vida particular! tb não tenho mtos assuntos com os colegas de trabalho pq eu não assito nenhuma novela e muito menos BBB! E ae ficam todos: “nossa, como vc tá calada!” e ae tento sorrir e dizer: “imagina!impressão sua”! Porcaria, se eu estou calada me deixa calada, oras!
    Beijos familia linda! Boa semana!
    Darlene

  3. Eu acho q os quebecas não são fechados… eles só tem o belo costume de se meter na vida dos outros qdo são chamados. sei pq tive profs nativos aqui… bate exatamente com o q vc disse. parabéns pela sala nova!

  4. Oi, passei a acompanhar o blog há poucos meses, e estou adorando. Simplesmente amei a descrição do teu trabalho, odeio ter que ir nas coisas da empresa por causa do network, e aqui em Campinas é ainda pior, nunca vi algo assim. Parabéns pela sala nova e muito sucesso!

  5. Eu fiquei uns 4 meses cultivando uma barba cheia e dura (cheia de buracos e dura de crescer) e nenhum cliente ficava me olhando com aquela cara preconceituosa e discriminatória que eu estava acostumado no Brasil… eu realmente amo essa cultura!

  6. Olá!

    Fiquei muito feliz em saber que vc tem uma sala nova e ensolarada! Parabéns! Eu também percebi que aqui as pessoas ficam bastante tempo na empresa. Aqui no meu trabalho as pessoas tem geralmente 4 anos para cima.

    Beijos e uma ótima semana para vcs!

  7. Olá Erika, tudo bem?
    Meu nome é Camila, vivo tb em Montreal, terminei a francisação e agora começou minha caça ao emprego,rs. Li que vc trabalha na área de Comex e como essa tb era minha área de trabalho no Brasil, lhe pergunto se seria possível de conversamos e até mesmo se vc pode me dar alguns conselhos a respeito deste mercado aqui em Montreal? Espero não lhe incomodar.

    Obrigada

    Camila Sahara
    camilamidori@hotmail.com

  8. kkkkkkk

    o “me deixe calada” é um ‘must’ rrsrsrsrss

    ADOREI o post!!!!

    tbm adoro por do sol…

    trabalho numa baia, que eu chamo posto de trabalho, pois baia é pra cavalos, fico ao lado de uma janelona…. e eu adoroooo ficar olhando para o céu ou observando o Pico do Jaraguá. Uma bela vista em SP – coisa rara.

    Odeio tbm essa politicagem e xeretagem que temos no mundo coorporativo braileiro.

    Enfim, temos mts semelhanças ein Erika..rrsrsrs além dos maridex nerds de TI né rrrsrs

    bisous

  9. Erika, amei o post!
    Eu e meu marido temos exatamente a mesma visao do mercado de trabalho no Brasil, este entra nos motivos que queremos nos mudar porque o caso aqui é cultural, todas as empresas são assim.
    Parabens pela nova sala e muito sucesso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s