h1

Expressõezinhas “pescadas” no dia-a-dia (58)

-

Uma expressão bastante ouvida no ambiente corporativo é “mettre sur la glace”.
Literalmente a expressão significa “colocar no gelo” e tem origem na lingüa inglesa.
Na prática, quer dizer “suspender”.

Exemplos:
Arrête la préparation de la présentation, le project a été mis sur la glace.
(Pare de preparar a apresentação, o projeto foi suspenso.)

Le client n’a pas payé la dernière facture, donc mets la fabrication de sa commande sur la glace.
(O cliente não pagou a última fatura, então suspenda a fabricação de sua encomenda.)

Abraços
Lapin-Mère
21/10/2015

h1

Expressõezinhas “pescadas” no dia-a-dia (57)

-

Os quebecois, quando querem dizer “eu prefiro não arriscar”, usam freqüentemente esta expressão: “je (ne) prends pas de chance” :

C’est pas sur qu’il pleura demain, mais je prends pas de chance: j’amène mon parapluie!
(Não é certo que vai chover amanhã, mas eu não vou arriscar: vou levar meu guaarda-chuva!)

Abraços

Lapin-Mère
14/10/2015

h1

Blog Novo!!!!

-

Queridos leitores do LesLapins
Como alguns de vocês já notaram, estamos construindo uma nova casinha para o LesLapins!

Recentemente adquirimos o domínio leslapins.ca de demos início a reestruturação do site.
“Demos” , porque de minha parte só surgiu a vontade de dar uma boa repaginada, uma modernizada, mas todo o trabalho tem sido realizado com a ajuda do husband, da fióta e mais ainda do Celso Bessa da 2aces.com.br .
O novo site ainda esta em construção ( como Montréal 🙂   ) , por isso há ainda ajustes e correções a serem feitos, mas eu táva louquinha para contar isso pra todo mundo!

Em breve, este endereço estará transferindo automaticamente todos os acessos para o novo site
www.leslapins.ca

Se quiserem colaborar deixando suas impressões, sejam elas positivas ou negativas, serão mais que bem vindas!

huppy worker,under constuction

huppy worker,under constuction

Abraços
Lapin-Mère
08/10/2015

h1

Expressõezinhas “pescadas” no dia-a-dia (56)

-

Sexta-feira a tarde de uma semana exaustiva para meu chefe. Ele vai a minha sala checar se vou precisar de alguma coisa dele antes que ele se vá em poucos minutos.
Para me dizer que ele está “se mandando”, ele diz que ele “décolle! (literalemente: decolo).

Outra expressão que também pode ser usada para dizer que a pessoa está se empirulitando (#GíriasIdosas) é “fermer la boutique“:

Je suis en retard pour mon médecin, donc je ferme la boutique!
(estou atrasado para meu médico, então tô fechando a boutique!)

abraços
Lapin-Mère
7/10/2015

h1

Expressõezinhas “pescadas” no dia-a-dia (55)

-

Quando, numa conversa bem informal, o quebecois, quer dar enfase à maneira como algo aconteceu, “ben raide” é a expressão que provavelmente ele usará.
Outro dia um colega me disse: Nossa, os problemas com aquele projeto em marcaram “ben raide“.
Ou seja, o moço praticamente ficou traumatizado com aquele projeto.
A idéia é dizer que algo aconteceu de forma abrupta e fulminante.

Em portuguës eu diria que me marcaram “pra caramba”. Entretanto, em português, o pra caramba pode dar enfase a adjetivos, como “feio pra caramba”, enquanto o “ben raide” não é normalmente empregado com adjetivos da mesma forma.

abraços
Lapin-Mère
04/10/2015
PS: ben = bien = bem
raide = rígido

h1

Eleições Canadenses: Como votar estando fora do domicílio?

-

No Canadá, o voto não é obrigatório. Portanto, se o eleitor estiver fora do seu domicílio durante as eleições, não há nenhuma necessidade de justificar sua ausência e ele nunca terá problemas com a “burocracia-cívil” por não apresentar seu título de eleitor com respectivas provas de participação.

Mas o que acontece com o eleitor que quer votar, mas está fora de seu domicílio?

É o que vai acontecer comigo justamente na primeira vez que vou exercer meu tão esperado direito de votar aqui no Canada*.
Tenho que fazer uma viagem e não estarei aqui na época da eleição.

Felizmente, como tudo que já precisei do governo Canadense, o processo para votar em caso de ausência é muito simples.

Para começar, mesmo quem está no Canada tem várias opções para votar com facilidade.
Uma delas é votar por antecipação. Dependendo da data da eleição, o orgão do governo em materia de eleição define quais os dias em que os eleitores podem comparecer aos locais de votação. O eleitor recebe em casa um cartão que indica o endereço onde ele deve comparecer para votar e o endereçco onde deve votar por antecipação (pode acontecer de não serem os mesmos). Por exemplo, nesse ano, a eleição é dia 19 de outobro e os eleitores podem ir votar antecipadamente a partir do dia 9 de outobro.

Esta opcão de voto antecipado está descartada para mim, pois dia 9 já não estarei aqui e só volto depois da eleição.

“E agora José?”
Nada de pânico: Restaram as seguintes opções:

  1. se inscrever para votar em um consulado fora do domicílio.

Essa opção também está descartada para mim, pois estarei em local onde não tem consulado.

  1. votar pelo correio. Ooooi???
    Sim, votar pelo cor-re-io!!!!!!
    Gente, fiquei encantada mais uma vez em constatar como o sistema aqui é construido para facilitar a vida do cidadão ( e não pude deixar de pensar como por ai existem sistemas que parecem que desde a fase do “brainstorm” os caras falam: o que é que a gente pode fazer para ferrar bastante com a vida do cidadão?).
    No sistema canadense, essa opção é exercida assim:

O eleitor entra no site (ou liga, ou vai ate o escritório do orgão responsável) e verifica se é um cidadão apto a votar nos termos da lei. Se sim, ele responde à algumas questões e confirma que quer receber a cédula de votação + instrucões em casa.
Ao receber esse kit após ler as instruções (tudo perfeitamente bilíngüe) , o eleitor escreve o nome do candidate e põe a cédula dentro dos envelopes de acordo com a ordem indicada nas instruções.
Depois é só enviar pelo correio, tomando o cuidado de postar com antecedência para ter certeza de que há tempo para o envelope chegar ao endereço indicado dentro do prazo.
O prazo se encerra no mesmo horário do fechamento dos escritórios no dia oficial da votação.

Pelo jeito, envelopinhos pardos continuarão fazendo minha alegria para o resto da vida: recebi meu kit 4 dias úteis após meu pedido no site, mas acredito que quanto mais perto do dia da eleição, mas gente deve pedi-lo e mais arriscado fica deixar para a última hora.

Deixo aqui o link inicial do site, com linguagem super amigável para os mais diversos perfis de eleitores (que coisa bonita ver que eles se preocupam em incluir as pessoas que moram nas ruas, quem está em internaçao prolongada,etc.)!

E o que dizer do guiazinho para aqueles votando pela primeira vez (EEEEEEU!), com videozinho e tudo?

 

 

Abraços

Lapin-Mère
30/9/2015

*Para quem não acompanhou antes, recebemos nossa cidadania ano passado e essa é a primeira eleição desde então.

 

h1

Receita de Bloody Moon

-

Um quintal dos fundos;

Uma fogueira;

Algumas batatas da ilha do principe Eduardo;

Marshmallows à vontade;

Algumas garrafas de Ste-Ambroise, uma de 1664 branca e 2 cálices de Ferreira;

Dois eventos astronômicos que só acontecem simulataneamente algumas poucas vezes em cada século;

Uma familia biíta (e modesta) :- )

Misture tudo à vontade, e voilà nossa receita de noite de bloody-moon.

Evento devidamente Periscopado! 😉

Fogueira na super lua 27 sep 2015

 

Bloody Moon 27 Sept 2015
By the way, hoje eu e outros ouvintes demos uma pequena entrevista na radio  CBC sobre o assunto contando como foi a experiência  🙂

Abraços

Lapin-Mère
28.09.2015